Manifestações de Pablo Megracko

Espaço dedicado às manifestações do companheiro Pablo.

Gabriel

1 de mai de 2011

O Caminho

.
___Então o Homem parte em busca do infinito, de Deus ou da morte. Como quiser. E este percurso o Homem caminha nascendo, chorando, ouvindo e crescendo. Sorrindo, escapando, descobrindo e se perdendo. Cristalizando e afirmando, querendo, sempre querendo um pouquinho ou bastante... e envelhecendo. E Ele o faz através das horas, das ruas, dos pássaros, das aventuras, das escolas e dos furtos. Da fome, dos supermercados, carros e cozinhas. Das alfândegas, dos olhos e dos aviões. E vai seguindo rumo ao nada, vindo de tudo.
___Se parássemos ao menos uma vez para ouvir todos os sons, para ver todos os olhos, para sentir o toque, o toque que nunca nos deixa indiferentes... Se olhássemos fixamente, ao sol, e escalássemos a maior montanha e amássemos alguém para sempre... alguém que veio do Sol, alguém que vai para o Mar, alguém que ouve o Vento...
___Os sinos partem. Temos a impressão de que partem não para longe, mas para o futuro. Não temos mãos para possuí-los, nem olhos para admirarmos eles. Nem coração do tamanho do tempo. Nem passos do tamanho dos sons. E dos ouvidos, quando chega o silêncio, partem os sinos para dentro da imaginação, onde viajarão todo o tempo, por todo o espaço e pousarão, como nós, pela terra, cansados e satisfeitos.

3 comentários:

  1. Gabriel, consta que contos estão sendo publicados no seguinte endereço www.sabermenos.blogspot.com

    ResponderExcluir